Questão de perspectiva

Rachel de Queiroz começa assim seu conto “Pescaria”.

Pescar, acima de tudo, é  um esporte. Claro. Não tanto para o peixe – para o peixe há de ser guerra, e de emboscada, que é a pior de todas. Mas nós, seres humanos, somos gente de pouca perspectiva: quando fazemos as coisas, muito dificilmente nos colocamos dentro do ponto de vista do outro, ou seja, da parte adversa.  E para nós é esporte.

O trecho me lembrou um episódio relatado por meu filho, ocorrido em sua escola nesta semana. Ele chegou em casa contando que a professora colocou sua carteira no centro da classe porque ele estava “falando muito”. Prestes a fazer seis anos, ele está no primeiro ano do ensino fundamental. As carteiras em sua classe são organizadas em forma de “U”.  Pode-se imaginar a cena dele sentado no meio dos colegas. Coitado!

Estimulada pelo conto de Rachel, vou tentar olhar para o caso na perspectiva da professora. Certamente não deve ser fácil ensinar uma classe com 23 alunos nessa idade, usando métodos tradicionais de ensino, sem controle aversivo. E  mais: sendo este um mundo coercitivo como é, como diz Murray Sidman, a professora deve ter longo repertório de controlar o comportamento de seus alunos de forma semelhante a essa. Esse deve ser um comportamento tão forte que ela nem tenta outras formas de lidar com comprotamentos “inadequados” das crianças, comportamentos que sejam incompatíveis com as tarefas-alvos. Se a coerção parece funcionar tão bem, por que tentar outras formas?

Da parte adversa, como diria Rachel, em situação normal, uma criança de seis anos foi muito reforçada por falar. Imagine quanto esforço a comunidade verbal investiu para instalar nessa criança os comportamentos necessários para ela interagir verbalmente com outros. É natural, pois, que a criança queira compartilhar seu mundo com o colega sentado ao lado.  Mas seja lá de que perspectiva falemos, não é dureza a vida? Viver definitivamente não é esporte.  Se for é esporte radical.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s