Memórias de uma revolução educacional interrompida

Em 2010, entrevistei os professores Rachel Kerbauy, Isaias Pessotti e João Cláudio Todorov para uma matéria publicada na edição 33 do Boletim Contexto, da Associação Brasileira de Psicologia Comportamental.  Os entrevistados relataram-me a experiências deles no projeto revolucionário, liderado por Carolina Bori, de criação do curso de Psicologia na UNB no início dos anos 1960, portanto, em plena ditadura militar.  Aqui está o texto como publicado no Boletim Contexto 33.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s