Questões sobre produção e estilo na escrita acadêmica

Encontrei em uma pasta antiga de meu computador trechos do livro de Robert Barras, Os cientistas precisam escrever. Compartilho a seguir trechos do autor mostrando a importância de jovens cientistas passarem por formações específicas para comunicar suas descobertas de forma eficiente.

Escrever é parte da ciência. Não obstante, muitos cientistas deixaram de receber treinamento na arte de escrever. Há uma certa ironia no fato de ensinarmos nossos cientistas e engenheiros  a utilizarem instrumentos e técnicas, muitas dos quais jamais utilizarão em sua vida profissional, e, no entanto, não os ensinamos a escrever. Escrever é o que eles precisarão fazer todos os dias – como estudantes, como administradores, como executivos, como cientistas e engenheiros (Barrass, p.4)

Rivet examinou 44 trabalhos escritos por estudantes de humanidades e ciências. Todos cometeram erros ortográficos. Termos impróprios eram freqüentes. A sintaxe confusa era comum: abundantes exemplos de mau uso de particípio; sujeitos no singular eram ligados a verbos no plural e vice-versa; a conjunção “portanto” foi utilizada com o objetivo de introduzir uma idéia nova (sem a noção de conseqüência); tempos verbais oscilavam de maneira aleatória. Na pontuação, o erro mais comum foi a troca de pontos por vírgulas e vice-versa (dois pontos e ponto e vírgula desapareceram), mas alguns alunos omitiram por completo as vírgulas enquanto outros as esparramaram de modo arbitrário, como se fossem despejadas de um regador, dificultando a compreensão do texto numa primeira leitura.

Cientistas e tecnologistas deveriam, todos, admitir que escrever é parte de seu trabalho; mas, a maior dificuldade enfrentada por quem quer que procure aperfeiçoar os padrões de comunicação escrita e científica e técnica está em que a maioria das pessoas cultas está satisfeita com o que escreve. (p.6)

Requisitos para a boa escrita: clareza, acuidade, inteireza, simplicidade.

A literatura científica provavelmente não seja [não é] pior que qualquer outra literatura, mas deveria ser melhor do que é. Um fenômeno espantoso é o fato de o cientista, que habitualmente conduz sua pesquisa em laboratório com maior refinamento e a mais elevada precisão de que a ciência é capaz, com tanta frequência se dispor a publicar trabalhos açodadamente sem antes certificar-se de que suas afirmações se acham claramente expressas. Mais do que qualquer outro profissional, sem dúvida, o cientista tem a obrigação de escrever não apenas de maneira a fazer-se entendido como de modo a não ser mal compreendido. E. H. McClelland (1943)

Escrever ajuda a lembrar

A maioria dos cientistas se vale de uma agenda ou diário para registro e lembrança do que fazem.

Tomar nota;data e tema da aula. Toda anotação deve ser datada. A data não fica na memória e pode ser útil, mais tarde, para identificar a ordem em que as coisas aconteceram. (p.10)

Escrever ajuda a observar (p.12).Escrever ajuda a pensar.

As palavras são … a única moeda com que podemos cambiar idéias, até mesmo em nossos monólogos. Disso não decorre, portanto, que quanto mais acuradamente usarmos as palavras mais precisamente explicaremos nosso pensamento? Disso não decorre que através do exercício de escrever com clareza treinamos nossas mentes para tornarem cristalinos nossos pensamentos?On the art of writing (Sir Arthur Quiller-Couch, 1916)

Pensar é recordar

Relatório sobre andamento de trabalho

A atividade científica e a redação não são tarefas independentes e sucessivas. É melhor começar por escrever, antes mesmo de investigar: isto ajuda a definir o problema e a planejar os métodos e experimentos… Aqueles que não começam a escrever enquanto sua investigação não esteja concluída tornam seu trabalho desnecessariamente difícil… (p.16).

Referência:

Barras, R. (1979). Os cientistas precisam escrever – Guia de redação para cientistas, engenheiros e estudantes. São Paulo: Edusp.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s