Comportamento verbal e política

o livro Verbal behavior and politics,  de Doris Graber, publicado originalmente em 1976,  pode ser muito interessante para comunicadores que atuam no meio político, assim como para os próprios políticos. É interessante também para analistas do comportamento que estejam dispostos a dialogar com as ciências sociais. Apresento aqui alguns trechos com dúvidas?comentários

Do prefácio

Lacunas na área – Embora interações verbais sejam indispensáveis na política moderna, o estudo do comportamento verbal tem sido negligenciado [nas ciências políticas]. Não existe ainda subárea disciplinar de lingüística política que foque em comportamento verbal como importante aspecto da política. Áreas menores de concentração propõem a ensinar como usar linguagem efetivamente para formular um ponto de vista político e persuadir, mas raramente aprofundam-se em aspectos práticos da persuasão política para ressaltar princípios e não abrangem comportamento verbal em seus aspectos amplos.

Objetivo do livro – Por meio de descrição e análise de estudos sobre comportamento verbal pertencentes à política, este livro busca mostrar como e por que conhecimento de comportamento verbal é importante para a compreensão da política. Esse empreendimento exige discussão da função que o comportamento verbal desempenha na conduta política, a maneira com que essas funções são desempenhadas sob varias circunstâncias, e as conseqüências do comportamento verbal, incluindo inferências que podem ser formadas com base nesse comportamento.

Nesta parte do livro a autora apresenta uma nota de rodapé em que diferencia uma abordagem pragmática de uma abordagem semântica e sintática. E afirma a própria abordagem como pragmática, entendida como uma abordagem que “dirige sua atenção à investigação da língua como atividade humana, não apenas seu uso cognitivo específico, mas seu uso emocional, voluntário (volitional) e outros efeitos psicológicos privados. Pragmática também refere-se a ação, circunstâncias da ação, e produto obtido na ocasião do uso linguístico” (A. James Gregor, an introduction to Metapolitics…).

Envolve também análise de verbalizações alternativas que estão disponíveis [no repertório do falante?] mas não usadas, e a discussão sobre as diferenças que seu uso pode fazer. [refere-se à manipulação do comportamento pelo próprio falante?]

Se alguém conhecer opções pelas quais escolhas são feitas, pode ganhar insights importantes no processo de tomada de decisão. [conhecer as variáveis das quais o comportamento é função, amplia a compreensão da relação entre políticos e entre seu público e sobre como esses atores afetam-se mutuamente?]

Sobre a importância da obra – Até o momento a maioria das escolhas verbais é feitas e julgadas intuitivamente. Existem poucas teorias para guiar o falante ou analista em predizer conseqüências prováveis de verbalizações alternativas. {da manipulação do próprio comportamento?] Escolhas e analises melhorariam se teorias verbais e suas aplicações fossem mais completamente desenvolvidas. Desenvolvimento de pré-teorias e teorias é uma das mais urgentes tarefas de estudos que lidam com comportamento verbal.

Ênfase na (mensagem) na forma – O livro não apenas descreve várias formas de comportamento verbal e suas conseqüências; também examina teorias e técnicas que têm sido desenvolvidos para análise e mensuração do comportamento verbal.

Concentrou-se em aspectos relativos à mensagem (forma) em vez de aspectos referentes ao falante e ao ouvinte ou ambiente da mensagem. Afirma que estudos psicológicos, sociológicos e retóricos deram mais importância ao falante (emissor), a audiência e seu ambiente do que para a natureza da mensagem.

Praticamente não existe teoria de linguagem que prediga que palavra específica será emitida no curso da expressão do pensamento. No entanto, há um número de teorias de nível médio [o que seria isso?] derivadas da análise situações específicas de comportamento verbal. Muitas delas são emprestadas parcialmente ou completamente da pesquisa psicológica ou sociológica; teorias que envolvem predição do comportamento político futuro com base em regularidade em output verbal são um exemplo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s