Comportamento como interação organismo-ambiente

Para quem busca uma boa definição de comportamento, sugiro a leitura de um conjunto de artigos que compõem “Comportamento e causalidade”, material didático produzido e usado atualmente por professores do curso de Psicologia comportamental da PUC-SP. Esse material foi organizado pelas professoras Maria Amalia Andery, Tereza Maria Sério e Nilza Micheletto.  Andery, Sério e Micheletto caracterizam o termo comportamento como segue:

“Como afirma Skinner (1987), o termo comportamento descreve sempre uma relação– o intercâmbio entre o organismo e o ambiente; mais especificamente, comportamento descreve uma relação ou interação entre atividades do organismo, que são chamadas genericamente de respostas, e eventos ambientais, que são chamados genericamente de estímulos. Concluindo, definimos comportamento como a relação entre estímulo e resposta.”

A noção de comportamento como interação sujeito-ambiente fica clara na forma com B. F. Skinner, em seu livro Verbal Behavior (1957), caracteriza comportamento. Conforme Skinner:

(1) Os homens agem sobre o mundo; (2)modificam o mundo a seu redor; e (3) são modificados pelas consequências de sua ação.

Charles Catania, autor do livro Aprendizagem: Comportamento, Linguagem e Cognição, define comportamento, de forma genérica,  como “Qualquer coisa que um organismo faça”.

Catania justifica assim sua opção por uma definição tão genérica:

“A definição, dessa maneira, é muito inclusiva, mas não pode facilmente ser muito mais restrita. Por exemplo, mudanças na atenção não precisam envolver movimento do olho, mas qualificam-se como comportamento. A palavra geralmente é empregada como substantivo para respostas (um comportamento, vários comportamento), mas este texto adere ao uso coloquial, em que comportamento é um termo coletivo (tipos de comportamento)”.

Convém ressaltar a importância do termo ambiente na definição de comportamento, pois se trata de um termo empregado de forma distinta do uso coloquial. Em “Comportamento e causalidade”, Andery, Sério e Micheletto esclarecem a noção de ambiente, conforme apresentado a seguir:

“O termo ambiente se aplica à situação na qual o responder acontece e à situação que passa a existir após o responder, isto é, aos estímulos que antecedem a resposta (chamados de estímulos antecedentes) e aos estímulos que seguem a resposta (chamados de estímulos subseqüentes). .. Podemos ter comportamentos – ou relações – que envolvem apenas estímulos antecedentes e a resposta e relações que envolvem os estímulos antecedentes, a resposta e os estímulos subseqüentes.”

Outro aspecto importante na definição de comportamento é a abrangência do termo eventos ambientais, que tanto podem ser constituídos de elementos físicos quanto sociais. Como afirma Anderey, Sério e Micheletto:

“Os eventos ambientais são compostos por estímulos físicos e estímulos sociais. Estímulos físicos são eventos cujas propriedades e dimensões fundamentais têm sido descritas pelas ciências ditas naturais; por exemplo, os diversos objetos ao nosso redor. Estímulos sociais são eventos cujas propriedades e dimensões básicas são derivadas do fato de serem produzidas por outro organismo; no caso de seres humanos, são produtos culturais”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s