Dentro e fora da Análise do comportamento

 

Como a formação em jornalismo e Análise do comportamento ampliou meu olhar para ambas as áreas[1]

Maria de Lima Wang

Terminei o curso de jornalismo em 1994 e desde aquela época pretendia fazer pós-graduação fora da comunicação. Considerava que estudar uma área de humanas diferente ampliaria minha compreensão sobre fenômenos relacionados com o jornalismo. Trabalhando em duas instituições diferentes, tive de adiar meu projeto de pós-graduação por 10 anos. Nessa altura de minha, havia compreendido que o exercício do jornalismo se ampliaria se jornalistas entendessem mais de comportamento humano. Não comportamento como é disseminado pela mídia, baseado no senso comum: era preciso saber o que a ciência tem a dizer a respeito.

Comecei a procurar um curso de pós-graduação que ensinasse princípios básicos do comportamento humano, e assim cheguei ao Programa de Psicologia Experimental: Análise do comportamento da PUC-SP (PEXP). Mesmo sem conhecer a área, participei do processo seletivo para o mestrado do PEXP no segundo semestre de 2005. Fui matriculada inicialmente em uma disciplina sobre a história da prática da Análise do comportamento, ministrada pelo professor Roberto Banaco, e em outra sobre a tecnologia de ensino de Skinner, com a professora Maria Eliza Pereira. Roberto descreveu minuciosamente os objetivos do curso, cada tarefa que esperava dos alunos, os requisitos para a composição da nota, relacionou referências obrigatórias e complementares. Mesmo insegura, segui suas instruções à risca. Terminei o semestre com nota 10 e com esboço de um artigo, escrito com outros dois colegas, que foi aceito para publicação em Sobre Comportamento e Cognição. Início promissor para uma de fora como eu, graças às contingências de ensino dispostas pelo professor.

No primeiro semestre de 2006, tive conceitos básicos da Análise do comportamento, com a professora Tereza Sério (Teia); metodologia de pesquisa, com a professora Amalia Andery; pesquisa histórica, com a professora Maria do Carmo Guedes. Eu saía das aulas deslumbrada. Aos poucos fui abandonando algumas crenças sobre o homem. O mundo ganhava novos sentidos, clareava-se o que antes era obscuro.

Depois de iniciada no comportamento verbal com Amalia e Teia, voltei-me para minha área original. No mestrado, analisei interações verbais em um blog jornalístico. Baseei-me nos pressupostos de Skinner para estudo da linguagem, mas inclui em minha pesquisa um conjunto de autores de fora da Análise do comportamento, que vem estudando temas que na comunicação e nas ciências sociais são referidos como cibercultura. No doutorado, analisei interações verbais sobre política em dois blogs jornalísticos e iniciei uma aproximação entre a abordagem de cultura da professora Sigrid Glenn e a do filósofo Jürgen Habermas, um dos principais expoentes da Escola de Frankfurt. Minha banca considerou que a aproximação entre Habermas e Glenn deveria ser aprofundada em uma pesquisa de pós-doutorado, por exemplo.

Discuto em minha tese que uma comunidade verbal corre o risco de fechar-se em torno de certas práticas e colocar em risco a própria sobrevivência – disse Caetano que narciso acha feio o que não é espelho – daí a importância de planejar contingências para estimular o diálogo entre diferentes comunidades.

Parafraseando Hobsbawm, sou uma de fora que também está dentro da Análise do comportamento. E participar de duas comunidades diferentes tem sido enriquecedor para minha carreira e demais dimensões de minha vida.


[1] Parte deste texto foi publicada originalmente no Boletim Paradigma (Núcleo Paradigma de Análise do Comportamento), vol. 8, agosto de 2013, em matéria produzida por Dante Marino Malavazzi (Análise do Comportamento para além da psicologia, páginas 32-35). 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s