Comportamento individual, cultura e mudança social

No artigo Individual Behavior, Culture, and Social Change, a professora Sigrid S. Glenn, do Departamento de Análise do Comportamento da Universidade do Norte do Texas, mostra como interações entre comportamentos de pessoas agindo individualmente e entre o comportamento de pessoas agindo em grupo, em um ambiente com características semelhantes, resultam em crescentes complexidades que explicam a origem e evolução das culturas humana. E um artigo primoroso, tanto para analistas do comportamento quanto para pesquisadores de outras áreas interessados em pesquisa e desenvolvimento de tecnologia de intervenção social. Traduzi o resumo do artigo, que pode ser lido aqui. Sugestões de melhorias na tradução do resumo serão bem-vindas. Aqui, pode-se ler o referido texto de Glenn integralmente.

Suponho que a análise de Glenn (2004) não será facilmente compreendida por leitores leigos em termos técnicos da análise do comportamento. Assim, talvez seja útil ler previamente o artigo Comportamento Social, produção agregada e prática cultural: uma análise comportamental de fenômenos sociais, de dois pesquisadores brasileiros que vêm se dedicando, nos últimos anos, ao estudo de cultura sob a perspectiva da análise do comportamento: Angelo Augusto Silva Sampaio e Maria Amalia Pie Abib Andery. O artigo deles pode ser lido aqui.

Será útil ler previamente também  Seleção por Consequências, de B. F. Skinner. Esse texto de Skinner pode ser lido aqui em português e em inglês, aqui.

Referências

Glenn, S. S. (2004). Individual Behavior, Culture, and Social Change. The Behavior Abalyst, 27, 133-151.

Sampaio, A. A. S. & Andery, M. A. P. A. (2010). Comportamento Social, Produção Agregada e Prática Cultural: Uma análise comportamental de Fenômenos sociais. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 26, 183-192.

Skinner, B. F. (1981/2007). Seleção por consequências. Revista Brasileira de Terapia comportamental e Cognitiva, IX, 1, 129-137.

Anúncios